voltar Edital da ABDI investe em inovação no setor de autopeças

Agência aportará R$ 1,2 milhão em projetos de transformação digital que unem empresas-âncoras e fornecedores. Setor foi fortemente impactado pela pandemia


A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) lança, nesta quarta-feira (2/9), edital para estimular a inovação na cadeia de autopeças. A iniciativa aposta no processo de digitalização do setor, ao investir em quatro grandes projetos de parceria, cada um deles entre uma empresa-âncora e um de seus fornecedores. Serão destinados R$ 300 mil para cada iniciativa, totalizando R$ 1,2 milhão em recursos da ABDI. As inscrições poderão ser feitas até 30 de setembro, por e-mail: encadeamento40@abdi.com.br. 

Com a iniciativa, a ABDI espera contribuir com o aumento de competitividade da indústria, a partir do estímulo à transformação digital e adoção de tecnologias 4.0. “Ao melhorar os índices de inovação, as empresas qualificam seus processos de produção, reduzem custos, resolvem pequenos problemas. São fatores importantes para ampliar a produtividade desse setor, especialmente nesse momento de retomada, em que transformar o negócio na perspectiva da digitalização é fundamental”, explica Igor Calvet, presidente da ABDI.

O edital é resultado de uma cooperação técnica da Agência com o Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores), que prevê ações de estímulo à inovação e apoio ao setor, firmada este ano. Os projetos inscritos devem ter como foco aumentar eficiência da produção, atacando questões como controle de estoque, tempo de processo, consumo de energia e digitalização dos canais de compra e venda, entre outras, usando tecnologias como computação em nuvem, inteligência artificial, internet das coisas, geolocalização e comunicação entre máquinas. 

Os projetos apoiados pelo edital deverão ser executados em até dois anos, seguindo metas e indicadores de desempenho. Embora o aporte do edital tenha efeito imediato sobre oito empresas inicialmente, há previsão de impacto para um conjunto maior. Por meio da cooperação com o Sindipeças, a proposta é compartilhar experiências e avanços com as demais empresas do setor, que atende tanto às montadoras brasileiras quanto ao mercado de reposição de peças e exportações. 

O segmento de produção de autopeças é composto por fabricantes de grande porte (sistemistas, nível 1) e por empresas de menor porte (níveis 2 e 3) que fabricam peças e conjuntos que integram os sistemas. O edital completo ficará disponível em "licitações" na aba de "transparência" do site da ABDI

Fonte: ABDI