voltar ABDI e IBM estudam parceria em projeto de cidades inteligentes

Mais de 100 empresas se inscreveram no projeto


A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) apresentou o ambiente de testes para soluções de Cidades Inteligentes para a IBM, nesta segunda-feira (26). O líder do projeto da ABDI, Carlos Frees, explicou que as primeiras soluções devem começar a ser instaladas no campus do Inmetro em Xerém (RJ), onde serão avaliadas as tecnologias, no segundo semestre deste ano.

O campus irá funcionar como uma mini-cidade. A ideia é que diferentes tecnologias sejam demonstradas para gestores municipais e público em geral, bem como utilizadas pelas pessoas que trabalham no local. O primeiro cenário a ser testado será de iluminação inteligente. As luminárias economizam energia em função da luz natural, podem monitorar o ambiente com sensores de movimento e servem para trafegar dados. Já foram listados 10 tipos de cenários de prova. Todo o ambiente gerará uma grande quantidade de dados, que precisará de análise e armazenamento. Por isso a ABDI vem conversando com empresas especializadas no tema.

A IBM se descreve hoje como uma companhia de computação em nuvem. Ou seja, trabalha com armazenamento e trafego de dados. “A ideia é inovadora e ambiciosa, deve ajudar a propagar o conceito de cidades inteligentes”, destacou o diretor de relações governamentais da empresa Fabio Rua. Novo encontro vai ocorrer no dia 13 de março, quando a equipe técnica da IBM deve avaliar a participação.

A ABDI e o Inmetro vão investir R$ 2,5 milhões para equipar o campus. As empresas vão instalar as soluções e elas serão avaliada sobre um determinado tempo. Com o avançar do projeto, os prefeitos poderão visitar o ambiente e ver em funcionamento as mais diferentes tecnologias. O líder do projeto Carlos Frees aponta que o ganho é duplo. “As empresas têm certeza que a tecnologia funciona e os prefeitos que estão adquirindo tecnologias qualificadas - um benefício real para as cidades”.

Fonte: ABDI